sábado, 26 de junho de 2010

O tabuleiro eleitoral

O Jogo eleitoral começa a se definir, as candidaturas costuradas nos últimos dias tornam cada vez mais real para o caminho da disputa. Neste ano com um diferencial, a falsa pollarização representa cada vez mais o mesmo projeto. O engodo do PT já foi desmacarado há muito tempo e cada vez mais se torna um partido de extrema direita com práticas retrógadas.

PMDB

Dado como certa a candidatura do dep. Domingos Juvenil ao govenro do estado, e como vice Hildegardo Nunes, que também já foi vice governador da segunda gestão do Almir Gabriel, que também apoiará Juvenil em detrimento ao seu ex-aliado Jatene.

PT

A reeleição da atual governadora Ana Júlia terá como aliados partidos conservadores que sempre o PT odiou. O PP de Gerson Peres e Jarbas Passarinho, O PTB de Duciomar e Tião Miranda, o PR de Anivaldo Vale e Maurino Magalhaes, Elza Miranda. E uma ninhada de nanicos.


PSDB

O ex-governador Simão Jatene ainda não definiu o vice, e segue apenas com o apoio do PPS de João Salame e Jordy. Além da crise interna pela disputa do comando do partido, Jatene perdeu o apoio de Almir e um quinhão de prefeitos e deputados. A grande maioria das lideranças hoje estão comprometidas com a reeleição de Ana Julia (PT), deixaram jatene a ver "navios". A teima em manter o nome de Flexa Ribeiro como candidato ao senado, também deixou o DEM de fora da ex-União pelo Pará, aquela que um dia já foi a maior coligação de partidos que agregava apoio a tucanada.

DEM

O ex-PFL de Vic Pires e Lira Maia tem sido cortejado por ambas candidaturas, no entanto vê como certa a eleição de Valéria ao senado. Isso tem soado como a resistencia em se aliar com o PT de Paulo Rocha, PMDB de Jáder e o PSDB de Flexa Ribeiro, ambos candidatos ao senado.

PSL

O madeireiro Carlos Tremonte da região de Santarém mantém sua candidatura, e pouca diferença fará no debate eleitoral. Não pelo fato de ser desconhecido, mas por ser uma candidatura laranjada.


PSOL

A convenção deste sábado (26) vai confirmar o resultado da Conferência Eleitoral que por unanimidade dos delegados e delegadas presentes elegeu Fernando Carneiro como candidato do partido ao governo do estado. A convenção homologará sua candidatura, além de confirmar a unidade existente na base partidária em torno de seu nome, sinalizada desde o início do processo conferencial. Fernando Carneiro é um dos mais admiráveis militantes do PSOL e da esquerda no Pará, graças a sua sólida formação ética e intelectual como socialista; base de sua inabalável fidelidade aos interesses históricos das maiorias sociais exploradas e empobrecidas pelo capitalismo e de sua predisposição para renovar-se no debate com todos os que estão sinceramente interessadas na transformação da realidade.

Nenhum comentário: