terça-feira, 15 de junho de 2010

Futebol: o ópio do povo!

A Copa do Mundo e a romantização da pobreza






 O mundo assiste o continente africano sediar pela primeira vez a Copa do Mundo de futebol. O berço da humanidade, que teve suas riquezas naturais saqueadas, seus homens e mulheres raptados e transformados em escravos-mercadorias, andava esquecido, submersa nas epidemias de AIDS, até que a África do Sul se tornasse palco do maior espetáculo da Terra.

Muitos duvidaram desse feito, inclusive o atrapalhado (com as palavras) Pelé. Em janeiro desse ano, o ônibus da delegação do Togo, que participava da Copa Africana, sofreu um atentado terrorista realizado por uma organização angolana, o que levou muita desconfiança sobre as reais possibilidades da África do Sul sediar um evento desse porte.

Mas hoje a Copa é uma realidade e África do Sul pavimenta uma estrada que será percorrida amanhã pelo Brasil. O mundo parece redescobrir a África, e a mídia trata de romantizá-la, destacando a euforia de seu povo, suas danças típicas, sua fauna exuberante, seus rituais religiosos obscurantistas e suas “harmoniosas” vuvuzelas.

Os responsáveis pela condição de lumpenização do continente africano, onde as populações esperam cair dos céus os mantimentos para sobreviverem mais um dia, são os mesmos que exaltam a riqueza cultural desse povo sofrido. A pobreza aparece como algo abstrato, vindo quase do além, e é na prática varrida para debaixo do tapete. Para quem não sabe, milhares de famílias foram removidas de suas residências e submetidas a condições ainda piores, em casas de lata de 18m², para não estragar a paisagem no percurso entre os aeroportos e os grandes centros. (mais aqui)

Por Thiago Hastenreiter, de Santos (SP)


---------------------------

Eu também gosto de futebol, sou torcedor santista, e da seleção quando não tem "Gonaldinho". Mas também faço a reflexão sobre a dura realidade imposta pelo capitalismo, sem qualquer análise panfletária, indo as raizes de todas mazelas.

2 comentários:

Anônimo disse...

Não é hora de reflexão meu amigo viva a vida deixe essas análises prá depois da copa seja feliz!!!!!!

Anônimo disse...

Ok!

Mas façamos a boa reflexão, não deixe as emoçoes tomarem conta do cotidiano.