sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Nos cinco anos sem Dorothy Stang, José Nery pede fim da impunidade

O senador José Nery (PSOL-PA) lembrou ontem (11) , no plenário do Senado, o assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang que completa cinco anos nesta sexta-feira, 12. O senador considera o crime como 'consórcio de fazendeiros da Transamazônica'. Ele apresentou também dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT) segundo os quais foram assassinados 687 trabalhadores rurais no estado do Pará, entre 1982 e 2008. Desse total, disse, apenas 259 resultaram em inquérito policial ou processo criminal.

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns ao Senador.
Bela homenagem ao Frei Henri!