quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Reforma Agrária: Dirigentes condenados!

No Brasil é assim, até lutar por reforma agrária dar cadeia, mas superfaturar terras para siderúrgica não dá em nada!

Os dirigentes da luta pela reforma agrária em Minas Gerais (estado governado pelo PSDB, cujo PT fez aliança pra eleger o atual prefeito da capital), João Batista da Fonseca, membro da Coordenação Nacional do MTL e presidente do PSOL de Minas Gerais, e Wanduiz Evaristo Cabral, o Dim Cabral, membro da Coordenação Estadual do MTL e da Executiva Estadual do PSOL/MG, foram injustamente condenados a 5 anos e 6 meses de prisão por lutarem a favor da Reforma Agrária. Ambos são vítimas de processos criminais que foram propostos pelo Ministério Público da cidade de Uberlândia em 2001, por ocasião da luta pela desapropriação da Fazenda Tangará.

Nenhum comentário: