quinta-feira, 5 de março de 2009

O inferno de Dantas na Justiça

Juvencio Arruda publica interessante informação sobre o fato da Juiza ter revogado o mandado de reintegração de posse.



Invadindo o Esquema Dantas

A juíza da Vara Agrária de Marabá, Claudia Regina Moreira, é destaque nos jornais de hoje e objeto do ( novamente bom) editorial do Público. A magistrada revogou ontem, 3, a decisão da juíza Roberta Caracas, tomada na segunda, 2, que reintegrava a fazenda Cedro ao esquema Daniel Dantas. Ela quer ouvir o MST antes de tomar a decisão final sobre o destino das terras.
O governo do estado, por meio da PGE, já obteve decisão em primeiro grau que determina que as terras não pertenciam ao seu antigo dono, o ex playboy Benedito Mutran Filho.
Os interesses da Santa Bárbara no Pará foram alvo de tentativas lobísticas mal sucedidas de Luis Eduardo Greenhalgh, ex deputado federal petista que aparece, mal, nas investigações da PF na Operação Satiagraha.
A Agropecuária Santa Bárbara, em nota, afirmou que a juíza Claudia agiu de forma parcial e vai arguir-lhe suspeição junto ao TJ, pedindo seu afastamento do processo.
Daniel Dantas não é imparcial e insuspeito. É bandido mesmo

2 comentários:

Anônimo disse...

Pois nessa fazenda, o que se reproduz são desmatamentos ilegais, latifúndio grilado e carne de boi pra sulista e estrageiro comerem, enquanto que o povo daquela regiao passa fome e padece no analfabetismo.

Anônimo disse...

Ontem Kátia Destemperada Abreu, a musa dos escravagistas, ficou enchendo o saco do governo do Pará nesse sentido. Alguém dê um lexontan para essa mulher, por favor…