domingo, 1 de março de 2009

Lançado o Congresso da Cidade e do Campo 2009



Em Xinguara o prefeito Davi Pasos deu a largada para a construção do PPA participativo.

O processo de ocupação da Amazônia foi e continua sendo marcado pela violência e a expropriação das condições de vida dos nativos e devastação do meio ambiente. As regiões Sul e Sudeste do Pará não fogem a regra. Diversas nações indígenas foram dizimadas; o meio ambiente está em processo acelerado de destruição; colonos/trabalhadores rurais estão submetidos a um ciclo econômico em que predomina a monocultura da pecuária, com grandes concentrações de terras e acirrados conflitos. Neste contexto, o poder público federal, estadual e, principalmente o municipal, historicamente, sempre serviram aos interesses das classes dominantes, os grandes latifundiários.

Mas o município de Xinguara vive um momento especial frente a todos estas mazelas, passa por uma experiência de implementação do processo de participação popular. Depois de 4 anos de construção ativa destes instrumentos, ontem o prefeito Davi Passos fez o lançamento do Congresso da Cidade e do Campo 2009, que este ano vai conduzri a cosntrução do Plano Plurianual- PPA.

O que é o Congresso?

A Gestão Democrática da Cidade é uma forma de planejar e governar as cidades com participação popular e controle da sociedade sobre o Estado. Isto significa alcançar a participação ampla dos habitantes dos municípios na condução de seus destinos. O Congresso da Cidade e do Campo é um dos instrumentos de uma gestão democrática capaz de assegurar a participação social e de garantir à população maior acesso a equipamentos e serviços urbanos e a condições dignas de vida.


A vontade política dos governantes e da sociedade civil é um ponto essencial para iniciar um processo de Participação Popular. Essa vontade precisa ser traduzida em ações concretas e contínuas e estar preparada para enfrentar contradições e interesses diversos que fazem parte do processo do Congresso da Cidade e do Campo.


Neste sentido a equipe do Instituto Araguaia que fez um brilhante trabalho na etapa inicial do Congresso da Cidade do Campo, sente bastante orgulho de ter adotado a metodologia correta e adequanda para a efetivação da participação popular no Governo do professor Davi Passos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Vários municípios já apontam para copiar este modelo de gestão. Vale ressaltar que o governo Davi é hoje referêncioa no estado. E segundo os avaliadores é muito melhor do que o Governo de Ana Júlia.

Lindolfo disse...

O Davi tem se destacado graças a este processo de participação. Agora é preciso aprofundar a democracia participativa e deletar de vez os qeu sempre foram contra esta metodologia de governar.

Parabéns ao povo de Xinguara.