sábado, 7 de março de 2009

Documentos extraviados

O desaparecimento de documentos, fato considerado gravíssimo, foi a única novidade surgida no caso da denúncia contra João Carlos Carepa, cujo depoimento à CPI do Senado, ontem, resultou em fiasco total. Começou com um atraso de quase quatro horas, causado pelo não comparecimento do acusado no horário previsto.

Documentos enviados pelo luiz foram criminosamente extraviados, segundo palavras do próprio juiz, por servidores da Justiça Estadual. A denúncia foi tornada pública ontem, no segundo dia de trabalhos conjuntos das CPIs do Senado e da Assembleia Legislativa, pelo senador José Nery (PSOL/PA).


Entenda o caso:

Nesse expediente, conforme revelou José Nery, sub-relator dos casos referentes ao Pará na CPI da Pedofilia do Senado Federal, o juiz determinava à delegada a realização de novas diligências requeridas pelo Ministério Público. O magistrado, ao tomar conhecimento de que o expediente não chegara às mãos da autoridade policial, foi à Central de Mandados. Lá recebeu a confirmação de que o documento fora recebido no dia 9 de fevereiro, mas extraviado a seguir.

Nenhum comentário: