sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Fórum Social Carajás inícia sob críticas

O Fórum Social Carajás previsto para iniciar amanhã está recebedno pesadas criticas , por conta do cerceamento de participação popular por parte da prefeitura de Parauapebas. veja o que diz o professor Leonidas.

Professor protesta contra o FSC

Eu, Leônidas Mendes Filho, professor de história de ensino médio, estudante de direito da UFPA/Parauapebas e educador, que estive presente no Fórum Social em Caracas, Venezuela (janeiro/2006), venho protestar veementemente contra a organização deste Fórum que se prestou a ser vergonhosamente conivente com a “palhaçada” a que decidiram denominar Fórum Social Carajás e, sabe-se lá com quais intenções e sob quais condições, emprestaram o nome do evento pelo qual tantos lutaram para consolidar para que a Prefeitura Municipal de Parauapebas decidisse excluir o povo do evento, visto que o tal “organizador” entendeu permitir apenas a participação de “convidados” (a “elite econômica” de Parauapebas), com um custo total de R$ 500 mil (falei quinhentos mil reais), para, ao invés de debatermos os problemas que afligem nosso povo nessa era de crise econômica globalizada e quando muitos são simplesmente excluídos do direito elementar a “comer”, irão passear...

Só falta agora o FSM aceitar o patrocínio da VALE.Sentindo-me profundamente envergonhado.

Espero ao menos que a organização do FSM não se negue a ler meu protesto.

O que, aliás, não me surpreenderia...

Sem mais para o momento, mas sempre de olho
Leo Mendes Filho

Nenhum comentário: