domingo, 19 de outubro de 2008

Campesinato e agronegócio na América Latina: a questão agrária atual.

EXPRESSÃO POPULAR LANÇA LIVRO SOBRE CAMPESINATO E AGRONEGÓCIO

Autor: Bernardo Mançano Fernandes (org.)


Neste livro é atualizado o debate sobre a questão agrária na América Latina. Pesquisadores dos centros de pós-graduação filiados ao Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO)estudaram uma das principais conflitualidades do campo: a disputa territorial entre campesinato e agronegócio. Estes estudos contemplam as realidades do Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai, Equador, Guatemala e México.

A questão agrária atual contém novos temas que incluem o desenvolvimento territorial, água, biocombustíveis entre outros e mantém tema estruturais como a reforma agrária, a monocultura para exportação, economia camponesa e economia capitalista etc.

Este livro é importante tanto para compreender as monoculturas da soja e da laranja controladas por transnacionais que dominam todos os sistemas produtivos, quanto as políticas públicas e as disputas políticas entre as diferentes instituições como o Estado, agências multilaterais, empresas capitalistas e movimentos camponeses. São leituras feitas por geógrafos, historiadores, socólogos, economistas e agrônomos que mostram a multidimensionalidade dos conflitos e do desenvolvimento do campo na América Latina.

2 comentários:

prof Ze Pedro disse...

Com grandes acumulos seria importante traçar um debate na região sobre essa temática. Aproveitaria uma parte dos academicos e pessoas ligadas aos movimentos sociais.

que tal a idéia??/

Agronegócio disse...

Parabéns pelo blog, abraços!